Quinta-feira, 9 de Novembro de 2006

Classes de palavras: QUANTIFICADORES

O quantificador coloca-se antes do nome, fornecendo-lhe informações sobre o número, a quantidade ou a parte dos seres referidos.

1. Quantificadores universais

todo, toda, todos, todas

qualquer, quaisquer

ambos, ambas

cada


2. Quantificadores indefinidos

algum, alguma, alguns, algumas

certo, certa, certos, certas

muito, muita, muitos, muitas

pouco, pouca, poucos, poucas

tanto, tanta, tantos, tantas

outro, outra, outros, outras

vários, várias

bastantes


3. Quantificadores relativos

quanto, quanta, quantos, quantas

cujo, cuja, cujos , cujas


  4. Quantificadores interrogativos

quanto, quanta, quantos, quantas ...?

qual, quais ...?

que ...? 


  5. Quantificadores numerais

um, dois, três , quatro ...

 


 

    Nota: Os numerais ordinais ao contrário dos numerais cardinais não indicam uma quantidade, não sendo, portanto, considerados quantificadores. Pertencem à classe dos adjectivos .

publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Novembro de 2006

Classes de palavras: Determinantes

Determinante é uma palavra que se coloca antes do nome e serve para fornecer informações individualizadas sobre os seres referenciados.

O determinante concorda em género e número com o nome.

Subclasses:

1. Artigos definidos e Artigos indefinidos

   0, os, a as                 um, uma, uns, umas

Subclasse de palavras variáveis que se antepõem ao nome para identificar e determinar o ser que este exprime. Se se trata de um ser já conhecido utiliza-se o artigo definido. Se se trata de um simples representante de uma dada espécie ao qual não se fez menção anterior utiliza-se o artigo indefinido.
 

Formas Simples

Artigos Definidos

Artigos Indefinidos

 

Singular

Plural

 

Singular

Plural

Masculino

o

os

Masculino

um

uns

Feminino

a

as

Feminino

 

Formas Combinadas (Contracção)

 

Artigos Definidos

 

Artigos Indefinidos

Preposições o a os as Preposições um uma uns umas
a ao à aos às em num numa nuns numas
de do da dos das          
em no na nos nas de dum duma duns dumas
por (per) pelo pela pelos pelas          

2. Demonstrativos

este, esta, estes, estas

esse, essa, esses, essas

aquele, aquela, aqueles, aquelas

o mesmo, a mesma, os mesmos, as mesmas

o proprio, a própria, os propris, as propias

o outro, a outra, os outros, as outras,

tal, tais

Subclasse de palavras variáveis que indicam a posição dos seres e das coisas no espaço e no tempo em relação às pessoas gramaticais.

Formas simples

Singular

Plural

Masculino

Feminino

Masculino

Feminino

este

esta

estes

estas

esse essa esses essas
aquele aquela aqueles aquelas
o mesmo a mesma os mesmos as mesmas
o outro a outra os outros as outras
o próprio a própria os próprios as próprias

tal

tais

 

Formas combinadas (Contracções)

Preposições Determinantes Demonstrativos
  este(s) esta(s) esse(s)  essa(s) aquele(s) aquela(s)
de deste(s) desta(s) desse(s)  dessa(s) daquele(s) daquela(s)
em neste(s) nesta(s) nesse(s)  nessa(s) naquele(s) naquela(s)
a         àquele(s) àquela(s)

3. Possessivos

meu, minha, meus, minhas

teu, tua, teus, tuas

seu, sua, seus, suas

nosso, nossa, nossos, nossas

osso, vossa, vossos, vosas

Subclasses de palavras variáveis que exprimem a posse em relação às três pessoas gramaticais.

Pessoa

um possuidor vários possuidores
singular plural singular plural
masculino meu meus nosso nossos
feminino minha minhas nossa nossas
masculino teu teus vosso vossos
feminino tua tuas vossa vossas
masculino seu seus seu seus
feminino sua suas sua suas

Determinante Nulo

Pode  ocorer a ausência de um determinante: determinante nulo, em espressões com um nome comum não contável no singular ou com um nome contável no plural.

Exemplos:

Tinha sede.

Bebi água.

Aprendi línguas.

vejo o mar em redor.

 

publicado por Clube às 20:55
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Outubro de 2006

Classes de palavras: Os NOMES

Os nomes subclassificam-se em nomes próprios e nomes comuns.

Estes têm subclasses definidas pelas seguintes oposições:
   – nomes concretos e nomes abstra(c)tos: pedra/amor;
   – nomes contáveis e nomes não contáveis:pedra/ar;
   – nomes cole(c)tivos: multidão.
   
   A nova terminologia acrescenta que os nomes podem ainda ser classificados de acordo com as oposições:
   
   – animado/não animado: animal/porta;
   – humano/não humano: bebé/porta

Vejamos:

Rebanho é um nome coletivo e um nome comum.

É também um nome contável  (um rebanho/dois rebanhos).

Os nomes colectivos são tipicamente uma subclasse dos nomes comuns, pelo que se lhes aplica a distinção humano / não humano, bem como animado / não animado.

    Para saber se os nomes cole(c)tivos podem ser classificados como nomes concretos:
   • pensemos em nomes cole(c)tivos – bando, cardume, arquipélago, constelação, junta, pinhal, vinha, matilha, feixe, exército, elenco, cáfila, ninhada, pomar, rebanho, frota, magote, alcateia, olival, corja, chusma, caravana, malta, cacho, ... 
   • atendamos ao carácter físico, observável e localizável das entidades designadas por estes nomes: pessoas, animais, árvores, meios de transporte, astros, ilhas, ... 
    
   Concluímos, então, que os nomes cole(c)tivos apresentados são nomes concretos.

Cuidado com o género:

Masculino e feminino.

Um nome comum de dois géneros é um nome que tem dois valores de  possíveis, sendo que a escolha de um valor não tem consequências morfológicas (a palavra mantém-se inalterada independentemente do género), mas tem consequências sintácticas/sintáticas, pois este nome tem a capacidade de desencadear alterações morfológicas nas palavras que com ele concordam.
   Exemplos.: «o intérprete/a intérprete, o jurista/a jurista». 
   

Um nome sobrecomum não admite contrastes de género, nem marcados morfologicamente nem marcados sintacticamente/sintaticamente, apesar de referir entidades de um e outro sexo.

Exemplos.: «a pessoa, a criança, o indivíduo, o cônjuge, a testemunha, a estrela (de cinema)». 


Um nome epiceno designa animais e que possui apenas um género gramatical, embora possa referir animais de ambos os sexos. Exemplos: «a cobra, a águia, o jacaré, a onça, a foca». O género natural do animal a que um nome epiceno se refere pode ser resolvidpo  pela aposição de «macho» ou «fêmea» ao nome, sem concordância de género/género entre este e o elemento aposto: «uma cobra-macho, um gavião-fêmea». Por vezes, o termo «epiceno» é utilizado também para falar de nomes sobrecomuns.

 Os nomes epicenos e os sobrecomuns não têm as mesmas propriedades. Embora os dois tipos refiram nomes de entidades animadas, passíveis de distinção de sexo, os epicenos referem animais e admitem variação de género realizada por composição (cf. cobra-macho, cobra-fêmea) e os sobrecomuns referem entidades humanas e não admitem qualquer tipo de variação de género (cf. testemunha, cônjuge).

publicado por Clube às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Classes de palavras: QUAN...

. Classes de palavras: Dete...

. Classes de palavras: Os N...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.Links