Domingo, 6 de Maio de 2007

Falar verdade a mentir

Vejam este vídeo...

 

http://www.youtube.com/watch?v=3OnTfJCPovU

publicado por Clube às 11:40
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

Poemas de Maio

 

Maio, eu pinto-o de vermelho. Por causa das papoilas,das cerejas e dos morangos... Dos sabores e dos cheiros.

 

Prazo de entrega

28 de Maio 2007

publicado por Clube às 20:05
link do post | comentar | favorito

O poema da Ana Raquel Gil

  Neste dia em homenagem às Mães decidi demonstrar mais uma vez, de uma forma diferente, o amor que sinto pela pessoa mais especial para mim, a minha Mãe. A Ela, eu quero dedicar este poema…

                                       

 

Alegria de gostar

 

A minha existência floresceu da tua vida

Pertenço a ti…

Mãe querida

 

Em ti posso confiar e partilhar cada momento

Revelar-te os meu poemas,

Alegrias,

Decepções

Tirar contigo conclusões

De um baú de conflitos

Mero de ilusões

 

Tu

Que me aqueces com a tua voz doce

Que me abraças com o teu olhar

Jamais alguém conseguirá separar o nosso amor,

Eterno amor…

 

Mãe,

O céu sem confins mostra-me a tua beleza

A vastidão do mar fala-me da tua bondade...

As altas montanhas reflectem o teu valor...
O brilho da natureza espelha a tua humildade

Tudo isso guardas dentro de teu grandioso coração...
E serenamente

Continuas a canção de mais um dia esgotado

 

Porque tu me fizeste existir

Pertenço a ti…

 

Obrigada, Mãe!

 

 
publicado por Clube às 20:02
link do post | comentar | favorito

O poema da Sara Gonçalves

Desilusão

Quando olhavas

Para mim….

Quando os teus

Olhos

Me levavam

Para outro

Lado…

Quando eu pensava

Que gostavas de mim

E todos me diziam

Para eu seguir

Em frente…

Tu,

Desiludiste-me

Muito…

 

Quando me contaram

Nem queria

Acreditar

Que o

AMOR

Da minha vida

Me andava a enganar!

 

Pensava que eras

Diferente,

Mas afinal

Tu

És como todos

FALSO, MENTIROSO e CONVENCIDO…

 

Foste tempo perdido

Foste

AMOR não correspondido

Foste o meu

Sofrer.

 

Mas depois

De tudo isto

Eu não te

Consigo

ESQUECER…

publicado por Clube às 20:01
link do post | comentar | favorito

Poema da Mariana Ribeiro

Cores
 
Azul,
A cor do mar
Escuro, turquesa, marinho
Sempre no nosso olhar.
 
Verde,
A esperança
Os campos faz lembrar
Com as flores a florear.
 
Amarelo,
O sol
A cor mais brilhante
Fluorescente e marcante.
publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito

O poema do Flávio Pereira

Falar Verdade

 

Fala a verdade e serás recompensado

Pois, se mentires mais tarde ou mais cedo serás apanhado.

 

És apanhado e ainda ficas de castigo

Aviso-te que não é muito bom, só te digo porque sou teu amigo…

 

Aviso-te, porque já passei por isso,

Vai por mim e pensa nisso.

 

Se pensares escolhe o caminho certo,

Ou queres viver num eterno Deserto?

publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito

Poem de Iã Pereira

Beijo da Confissão
 
  Sinto o sabor,
  Do pecado e do ardor,
  Só por te tocar,
  Apenas por dizer Amor.
 
  Louco por ti!
  Sem cara, sem guarida ,
  É paixão sem fim,
  Sem sombra esquecida.
 
  Vivo em confissão,
  Desespero pelo desejo,
  Pois todo o calor da paixão,
   Reúne-se a um beijo.
 
publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito

Poema do Filipe Teixeira

Cristal

 

 

Um cristal é puro,

É reluzente

E cintilante...

 

Os cristais simbolizam inocência

A inocência de duas crianças

Que brincam no lago da simplicidade

Com o fascinante luar...

 

A Alma aspira a cristal,

Aspira a ser pura, transparente

Ser um objecto de adoração

Como o quartzo

Que é idolatrado desda antiguidade...

 

O gelo é água feita de cristal,

Mas é fria

É um bloco inquebrável

Que separa dois mundos...

 

Mas o cristal está só

Perdido na solidão

Assim está o poeta,

Sozinho!

Será que todos os génios

Estão perdidos no mundo?

Será???

publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito

O poema do João careto

O mar

 

O mar é azul ou verde,

às vezes de um estranho cinzento.

Espelho do céu, das nuvens

 e da sua imensidão,

Alimenta-se das águas

do frio Norte chuvoso

e do equador tropical,

de águas quentes o suficiente,

para originar furacões, tufões…

 

O mar é salgado, calmo ou agitado,

Misteriosa força bruta da Natureza

A quem me curvo nos meus sonhos

de casas, praias e de longas viagens...à beira-mar.

O mar é santuário de maravilhas,

tubarões e baleias,

frágeis corais,

pequenas e longas algas.

publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito

Poema da Andreia Gonçalves

Poema

 

Um poema é …

Uma palavra

Uma emoção

Uma lágrima

Uma esperança

Uma lição.

 

Um poema é …

Um silêncio

Um desafio

Um olhar

Um grito

Uma máscara

donde cai

Um sentimento

sufocado.

Um sorriso.

 

Um poema é…

Uma ilusão.

 

 

publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Poemas de Dezembro

. Poema da Angela Marques

. Poema da Ana Matos

. Poema da Margarida Turiel

. Poema da Sara Gonçalves

. Poema da Andreia Gonçalve...

. Poema do Flávio Pereira

. Poema da Joana Martinho

. Poema da Carolina Guedes

. Poemas de Novembro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.Links