Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

Poema da Joana Martinho

Ao Luar...

 

Nas profundas tristeza da mente...

Existirás sempre!

Num corpo celestial brilhante!

Misteriosa...

Diferente...

Espacial!

 

Estarás sempre...

Na liberdade da noite...

No negro marcado de recordações,

Ignóbeis ao olhar de cada ser!

Num vazio preenchido de mágoa!

Um sonho destroçado...

A morte viva, decerto!

 

Lua, serás sempre...

Uma forma perfeita!

De lágrimas secas,

Como choro inacabado...

      

És branca na pureza,

que cobre o teu rosto!

 

És fantasma que guia...

Quem está perdido!

 

Ó Lua!

Ensina-me a descobrir o sentido da vida!

 

Ó Lua!

Guia-me no teu pensamento!

 

Ó lua!

Quero sonhar!

 

publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Poemas de Dezembro

. Poema da Angela Marques

. Poema da Ana Matos

. Poema da Margarida Turiel

. Poema da Sara Gonçalves

. Poema da Andreia Gonçalve...

. Poema do Flávio Pereira

. Poema da Joana Martinho

. Poema da Carolina Guedes

. Poemas de Novembro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.Links