Segunda-feira, 2 de Abril de 2007

O poema da Raquel Gil

Ciclo de Magia

 

Silêncio…

Tumulto calado que paira no ar

Arrepio sombrio que me faz pensar…

No que serei,

No que fui,

No que sou.

 

Uma reflexão contínua e essencial

Que dá cor aos dias vazios

Frios,

Sós…

Que escondem a dor que sofrem

E se desbotam numa lágrima solta

Que dá voz aos sons calados

Já fartos de ser assim.

 

Caio em mim,

A noite já se deitara

E os raios de sol beijam o rosto da seara

Que abraçou o nosso olhar.

 

O cheiro esgotado de aromas desiguais

Funde-se num suspiro profundo

Sem saber porquê

Nem o mundo se consegue explicar…

 

Tudo é diferente agora

O sabor dos sentimentos

Vê a hora de regressar..

 

Anoiteceu de novo                                    

E o casulo dos sonhos volta a nascer…

 

A lua confortou-me

E a escuridão sem querer

Abraçou a minha visão.

Um misto de medo e soberba magia

Permanece até o sol nascer

E de novo dizer:

Acordei!

publicado por Clube às 20:02
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Poemas de Dezembro

. Poema da Angela Marques

. Poema da Ana Matos

. Poema da Margarida Turiel

. Poema da Sara Gonçalves

. Poema da Andreia Gonçalve...

. Poema do Flávio Pereira

. Poema da Joana Martinho

. Poema da Carolina Guedes

. Poemas de Novembro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.Links