Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Concurso uma aventura literária 2007

Parabén!Os trabalhos realizados no âmbito do concurso uma aventura literária 2007 foram distinguidos com uma menção honrosa.

 

Parabéns porque participaram... porque trabalharam... porque aprenderam... porque se empenharam.

Os distinguidos são:

1. Modalidade texto original

Ana Raquel Gil

Ângela Filipa Marques

Diana Moreira

2. Modalidade crítica

Mariana Ribeiro

Maria Teresa Oliveira

Margarida Turiel

3. Modalidade desenho

André Lopes

Filipe Teixeira

Iã Pereira

Nota: Todos vão receber um diploma. As alunas que participaram com textos originais receberão um livro, oferta da Caminho

publicado por Clube às 21:33
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Deixem a vossa opinião sobre o espectáculo

Na continuidade do estudo do texto dramático,  vamos assistir à representação da peça Falar verdade a mentir.

Falar Verdade a Mentir é uma comédia considerada emblemática na obra de Almeida Garrett. A peça baseia-se num conjunto de situações equívocas, originadas por um mentiroso compulsivo que pretende casar com a filha de um homem apostado em apanhá-lo em pelos menos uma das suas múltiplas intrujices. A futura noiva do mentiroso e os criados tentam salvar a situação de modo a que todas as mentiras sejam encobertas.

 

A peça, que é uma sucessiva representação dentro da própria representação, é também ilustrativa dos pressupostos que Garrett tinha sobre o modo de ver e estar face ao teatro.

Vamos ver!


publicado por Clube às 20:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 6 de Maio de 2007

Acreditem, se puderem!

Depois das mentiras de Duarte personagem, de Falar verdade a mentir de Almeida Garrett, as mentiras deles...

 

 

publicado por Clube às 17:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Consegui!!!

Papel principal

 

Na passada quinta-feira, à noite, recebi um telefonema. Do outro lado da linha uma voz feminina dizia-me que eu tinha sido seleccionada para o papel principal de uma novela. Aquela que, brevemente, irá passar na TVI, em substituição dos Morangos com Açúcar.

Nem quis acreditar!

A personagem que vou representar é a de uma adolescente em que pratica natação e é convidada para manequim.

Inacreditável!

E porque me escolheram a mim? Eu nem concorri aos castings? Perguntei a mim mesma.

Mas depressa descobri. A minha madrinha, que anda sempre  a dizer que eu sou muito alta e magra, que tenho o perfil indicado para modelo, inscreveu-me sem eu saber.

Vejam bem vou começar as gravações já no próximo sábado... Não é fantástico , meninas?

Andreia

publicado por Clube às 17:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Grande negócio

Certo dia, os meus pais tiveram a ideia de mudar de casa. Então, decidiram procurar um bom negócio, mas não surgia nada ao nosso agrado.

Já fartos de procurar, deparámo-nos com uma casa linda, com um quintal enorme, que estava à venda. Marcámos um encontro com o proprietário e uma semana depois os meus pais estavam com um senhor idoso, com barba branca, a conversar sobre este negócio. O preço era fantástico.

O meu pai, desconfiado, perguntou a razão do valor da propriedade ser tão baixo. O proprietário explicou que queria garantir que o terreno ficava em boas mãos. Nós não compreendemos e perguntámos como é que ele sabia que éramos as pessoas indicadas… Ele, com uma grande gargalhada, disse que era avô do meu pai ou seja meu bisavô

Os meus pais decidiram fechar negócio e rapidamente mudámo-nos para a casa que em tempos pertencera a um meu familiar.  

 

Fábio

publicado por Clube às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

A Ministra da Educação vem à Escola...

No próximo dia 14 de Maio, a senhora Ministra da Educação virá visitar a nossa escola, Escola E B 2 3 Pedro Jacques de Magalhães, depois de um pedido feito pelo Conselho Executivo, pais e alunos da escola. Com este pedido foi enviado à senhora Ministra uma lista de todos os problemas da escola, principalmente os que dizem respeito às suas más condições físicas.

A senhora Ministra, ainda antes da visita prevista, já enviou à nossa escola um ofício a garantir, sem reservas, que irão ser feitas obras em toda a escola. Serão deitados abaixo os velhos pavilhões e irá ser construída uma escola nova. Esta terá muito boas condições de funcionamento, comparada às mais modernas escolas, ao nível de salas de aulas, equipamentos necessários a cada disciplina e pavilhões gimnodesportivos com piscina coberta e balneários.

Assim, está para breve o fim das salas muito quentes no Verão e muito frias no Inverno, janelas e portas partidas, chuva nas salas, aulas sem condições, recreios com lama e sem divertimentos, até porque a Senhora Ministra garantiu que as referidas obras estarão concluídas no fim deste ano. Fantástico! Não?

 

Teresa Oliveira

publicado por Clube às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

Imaginação

Professora Lídia,

Peço imensa desculpa, mas não consegui escrever uma mentira…

A minha falta de imaginação … apoderou-se da minha imaginação e escondeu-a…

Encontrá-la… é que foi mentira …

Não soube onde a procurar. Onde estará a minha imaginação?

Será que ma roubaram? Será que fugiu?

Imaginação???????? Onde estás quando és precisa?

Foi neste momento de porquês que decidi investigar, a sério, e não é que a encontrei?!

A minha imaginação foi roubada… por Duarte. Sim…! O Duarte, o noivo da Amália… aquele “mentiroso”… gastou todas as suas ideias nas mentiras... E eu que precisei da imaginação para o trabalho de casa… não consegui mentir.

E agora? Será verdade? Será mentira?

 

Ângela Marques

publicado por Clube às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

A mentira do peixe

            Eu não gosto de peixe. Por isso, um dia em que a minha mãe ia cozer peixe com batatas para o almoço, eu tive uma ideia! Para evitar comer tal “iguaria”. Antes da minha mãe chegar do trabalho, eu aproveitei a ocasião… fui ao frigorífico, tirei de lá o peixe e escondi-o.

         Quando a minha mãe entrou em casa e se preparava para arranjar o jantar, deparou-se com uma situação que não compreendia… Ficou muito surpreendida por o peixe não se encontrar no frigorífico. Perguntou-me se eu sabia o que é que lhe tinha acontecido e eu respondi-lhe que não sabia de nada. O almoço teve de ser improvisado. A verdade é que eu consegui o que queria: não comer peixe!

 

 

 Margarida Turiel

publicado por Clube às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

Uma noite passada na escola...

 

  Na passada quarta-feira, no final da aula de Ciências, fiquei a conversar com a professora acerca da matéria dada na aula. Mais tarde, fui à casa-de-banho e preparei-me para voltar para casa. Dirigia-me para o portão, quando me apercebi que tinha ficado fechada na escola!

Enquanto procurava um abrigo para dormir, encontrei uma aranha falante no telhado. A aranha chamava-se Tresloucada e vivia na escola há 30 anos. Como não eu tinha sono, a Tresloucada contou-me várias histórias. Acabei por adormecer...

Quando acordei já era de manhã. Os funcionários aperceberam-se da minha presença e preocupados telefonaram para os meus pais a informar do sucedido.

Regressei a casa e já mais calma, contei como foi passada a noite na escola.

Joana Martinho

  

 

 

                                                             

publicado por Clube às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

O Grande Jogo

 

Nas férias da Páscoa fui convidado a participar no grande torneio “Alverquíadas 2007”, em Alverca.

 

Fiquei entusiasmadíssimo e fui logo contar aos meus amigos e família.

Informaram-me que iria jogar contra Roger Federer, o melhor tenista do mundo, às nove horas da manhã,, no campo junto ao Jardim Municipal de Alverca.

O grande dia chegou ...

Foi o 1º jogo da manhã,!! Nas bancadas, todos estavam a aplaudir-me e eu nervosíssimo. O jogo era constituído por 6 sets. Fui eu que comecei a servir.

Ganhei o 1º set e a minha confiança subiu,, mas logo de seguida Federer empatou 1-1. Fez-se o 1-2 para Federer e eu já suava.

Obtive o 2-2, 3-2, 4-2, 4-3, 5-3, 5-4, 5-5 e faltava o último set… Era decisivo!

Faltavam-me forças, mas não podia desistir!

Ganhei o 1º ponto 15-0, o segundo 30-0, já dava pulos de alegria, 40-0… Nem acreditava! Eu estava a fazer um excelente jogo.

No último set fui eu a servir. Foi o último ponto e ganheiii com um “Ás”.

Foi um sonho tornado realidade...

Entregaram-me o troféu de 1º lugar, junto com uma medalha que guardei num local muito especial.

Flávio

publicado por Clube às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Poemas de Dezembro

. Poema da Angela Marques

. Poema da Ana Matos

. Poema da Margarida Turiel

. Poema da Sara Gonçalves

. Poema da Andreia Gonçalve...

. Poema do Flávio Pereira

. Poema da Joana Martinho

. Poema da Carolina Guedes

. Poemas de Novembro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.Links